• Marcelo

Estudantes brasileiros lançam tubesat Tancredo-1


Crédito da imagem: Foto ilustrativa do satélite por, Interorbital Systems; http://www.tancredoubatuba.com.br/ubatubasat/index.php.

O satélite Tancredo I, do projeto Ubatuba Sat, é um exemplo de projeto educacional bem sucedido. Um caso a ser estudado, certamente almejado por professores que se preocupam com a educação de Ciência e Tecnologia. Em sua página na Internet, há informações e fotos inspiradoras, úteis para o desenvolvimento de projetos semelhantes. O satélite foi construído a partir de um kit desenvolvido pela empresa Interorbital Systems, localizada em Mojave, na Califórnia, EUA.

Informações adicionais e fontes de referência:

"O kit inclui o projeto, os principais componentes eletrônicos, bem como o serviço de lançamento, custando a partir de US$ 8,000.00. Os demais componentes devem ser adquiridos no mercado."

"A partir desse kit, o construtor deve projetar a aplicação que define o uso do satélite, bem como, promover ajustes e adaptações no projeto original. No caso do Tancredo I optamos por construir um pequeno gravador no qual será gravada uma mensagem escolhida em concurso envolvendo toda a escola, que será transmitida de órbita."

A parceria com o INPE , Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais se mostrou imprescindivel, pois é fato inédito no Brasil colocar alunos do ensino fundamental trabalhando lado a lado com pesquisadores profissionais."

Informações disponíveis em: http://www.tancredoubatuba.com.br/ubatubasat/satelites.php

"O nanossatélite Tancredo-1, foi construído por estudantes de Ubatuba, interior de São Paulo.

Deverá ser utilizado para estudar a formação de bolhas de plasma na atmosfera da Terra. Algumas características do satélite:

Foi desenvolvido por estudantes do ensino fundamental da escola pública em Ubatuba (SP) Escola Municipal Presidente Tancredo de Almeida Neves.

Entrou em órbita dia 16/01/2017, às 8h50 (horário de Brasília), a partir do módulo japonês da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês);

Dimensões: 9 centímetros de diâmetro, 13 centímetros de altura, pesando 700 gramas;

Com o apoio do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e da Agência Espacial Brasileira (AEB) – ambas entidades vinculadas ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

A iniciativa também é reconhecida por ter os mais jovens estudantes integrados a um projeto espacial.

Ficará na órbita da Terra, a 400 quilômetros de altitude;

Será ferramenta de um experimento que estuda fenômeno que interfere na captação de sinais de satélite e em antenas parabólicas em países localizados na linha do Equador.

O satélite também carrega um gravador que propaga uma mensagem gravada pelos estudantes. O Tancredo-1 foi ao espaço no dia 9 de dezembro, por meio de um foguete lançado pela Jaxa."

Informações disponíveis em:

http://www.brasil.gov.br/ciencia-e-tecnologia/2017/01/satelite-de-estudantes-brasileiros-entra-em-orbita-nesta-segunda-16

#Tancredo1 #Nanossatélite

21 visualizações

Salvador - Bahia - Brazil

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey

© 2016 por Marcelo. Orgulhosamente criado com Wix.com