• radioastronomia

Radiotelescópio Arecibo será desativado por questões de segurança


(1) Plataforma com estrutura para antenas e receptores e transmissores em Arecibo.


Foi divulgada hoje a decisão da National Science Foundation (NSF) de que o Radiotelescópio Arecibo, com seu refletor de 305 m de diâmetro, será desativado e deverá ser decomissionado. Localizado em Porto Rico, Arecibo, além de ter sido fundamental em diversas pesquisas, também se transformou num ícone cultural, cenário de filmes como 007 e Contato. Foi construído em 1963 e era o radiotelescópio com o maior refletor único até a construção do FAST, na China.

Em agosto de 2020, o refletor foi danificado após a queda de um dos cabos de sustentação da estrutura de suporte da plataforma, onde ficam as antenas e equipamentos de recepção e transmissão de rádio. Antes disso, o observatório sobreviveu a um furacão em 2017 e a uma tempestade tropical em 2020. Atividades de estudos para a recuperação dos danos de agosto estavam encaminhadas, mas o outro cabo também se partiu e danificou mais ainda o refletor. Foram questões de segurança os maiores motivadores da decisão, pois é possível que ocorra um colapso descontrolado da estrutura.


(2) Foto tirada por um satélite SkySat, onde se vê o dano no refletor.


A NSF divulgou ações para a desmontagem planejada do histórico radiotelescópio e fundamentou a decisão depois de "várias avaliações de empresas de engenharia independentes, que descobriram que a estrutura do telescópio está em perigo de uma falha catastrófica e seus cabos podem não ser mais capazes de suportar as cargas para que foram projetados. Além disso, várias avaliações afirmaram que quaisquer tentativas de reparos podem colocar os trabalhadores em risco de vida. Mesmo no caso de reparos futuros, os engenheiros descobriram que a estrutura provavelmente apresentaria problemas de estabilidade de longo prazo" (fonte: NSF, em tradução livre).


(3) O radiotelescópio de 305 metros do Observatório de Arecibo em novembro de 2020 (link de alta resolução na imagem).


Algumas pesquisas realizadas com Arecibo:

  • Busca por inteligência extraterrestre, com o SETI;

  • Programas de detecção e mapeamento de asteroides próximos à Terra;

  • Ajudou a mapear a superfície de planetas como Vênus;

  • Primeiro exoplaneta descoberto, em 1992;

  • Estudo de rajadas rápidas de rádio (Fast Radio Bursts);

  • Estudo de pulsares;

  • Estudos da ionosfera.


Repercussão em alguns sites especializados:

Astronomy;

The Atlantic;

Inovação Tecnológica;

NASA;

Nature;

NSF;

Space;

Space News;

The Verge;


Crédito das imagens: (1) Arecibo Observatory; (2) Planet; (3) University of Central Florida.


#Arecibo #radioastronomia #radiotelescópio

5 visualizações

Salvador - Bahia - Brazil

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey

© 2016 por Marcelo. Orgulhosamente criado com Wix.com