• Marcelo

Radiotelescópio HIRAX na África do Sul


Antena protótipo do HIRAX.

O HIRAX (Hydrogen Intensity and Real-time Analysis eXperiment), quando estiver totalmente concluído, será composto por 1024 antenas parabólicas de 6 m de diâmetro, instaladas no região quase desértica de Karoo, na África do Sul. As antenas serão capazes de detectar sinais que os cientistas esperam relacionar à energia escura, emissões do hidrogênio neutro, além de estudos das oscilações de bariônicas, BAO (baryon acoustic oscillations). Outro campo de interesse são os misteriosos Fast Radio Bursts (rajadas rápidas de rádio), dos quais os cientistas esperam definir a região do cosmo de onde se originam, quando eventualmente forem captados pelas antenas. A faixa de frequência de operação: 400 a 800 MHz. Como as antenas serão estacionárias, com um ângulo de 5 a 10 graus, serão reposicionadas manualmente para cobrir o céu do Hemisfério Sul.

Foram construídos dois tipos de antena, uma delas com refletores com suporte de fibra de vidro e a outra de alumínio. Assim, serão testadas a precisão das características mecânicas dos refletores e sua estabilidade nos ajustes de apontamento e sob a ação do vento. A equipe espera contar com oito antenas-protótipo em 2020. O projeto é liderado pela University of KwaZulu-Natal (UKZN).


#radioastronomia


Crédito da imagem: Kabelo Kesebonye.

Para saber mais: PhysicsWorld; HIRAX.

5 visualizações

Salvador - Bahia - Brazil

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey

© 2016 por Marcelo. Orgulhosamente criado com Wix.com