• Marcelo

Medir a radiação cósmica de fundo em micro-ondas


Crédito da imagem: Chrystian Posada Arbelaez / Nautilus

A Radiação Cósmica de Fundo em Micro-ondas (RCFM, CMB em inglês) é a radiação remanescente dos primórdios do Universo quando, após o Big Bang e após o período denominado Inflação, ocorria uma expansão muito rápida. Após a Inflação, o plasma primordial de radiação e partículas sub-atômicas começa a esfriar e átomos se formam. O Universo se torna transparente à luz.

Essa luz do Cosmos Primordial foi deslocada desde então - seus comprimentos de onda se estenderam ao espectro de microondas pela expansão contínua do Universo - e é o que agora medimos como o sinal de fundo de micro-ondas.

Matéria publicada na revista Nautil.us, do professor John E. Carlstrom, revela nova tecnologia para captar a RCFM, com detectores ultra-sensíveis de bolômetros supercondutores (bolômetros são artefatos que medem a radiação eletromagnética por meio da absorção da energia recebida em seus sensíveis componentes, geralmente pela mudança na temperatura, após absorverem sinais de radiofrequência).

A imagem acima ilustra um chip com bolômetros que recebem micro-ondas de altíssima frequência, que funcionam a temperaturas próximas ao zero absoluto e que deverão ser instalados às centenas em radiotelescópios.

De acordo com o artigo, uma única pastilha do novo detector será capaz de substituir uma estrutura de dimensão muito maior, utilizada nos receptores atuais (figura abaixo).

Crédito da imagem: Jason Henning / Nautilus

#RCFM #CMB #RadioAstronomy #radiotelescópio #BigBang

14 visualizações

Salvador - Bahia - Brazil

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey

© 2016 por Marcelo. Orgulhosamente criado com Wix.com