• Marcelo

SETI e a Equação de Drake


Crédito do vídeo: TED-Ed

Crédito da imagem: SETI

A Equação de Drake, acima, e seus termos, abaixo:

N = Número de civilizações na nossa galáxia, a Via Láctea, cujas emissões eletromagnéticas podem ser detectadas.

R* = Razão de formação de estrelas em condições adequadas para o desenvolvimento da vida inteligente.

fp = Fração das estrelas, de R*, com sistemas planetários.

ne = Número de planetas, por sistema planetário fp, com um ambiente favorável à vida.

fl = A fração de planetas adequados à vida (de ne), em que de fato a vida surgiu.

fi = Fração de planetas que hospedam a vida (de fl), onde seres inteligentes emergiram.

fc = Fração de civilizações que desenvolveram a tecnologia necessária para emitir sinais da sua existência, detectáveis no Espaço.

L = Período de tempo em que as civilizações (fc) permanecem irradiando sinais da sua presença, detectáveis no Espaço.

SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) é a sigla em inglês para a busca de vida inteligente de origem extraterrestre.

Para calcular a probabilidade de encontrarmos vida inteligente fora da Terra, Frank Drake, com conhecimentos de eletrônica aplicados à Radioastronomia, apresentou, em 1961, uma equação que se tornou famosa por nos ajudar a direcionar nosso conhecimento, para estimar o número de civilizações extraterrestres em nossa galáxia.

Utilizando o radiotelescópio de Green Bank, Drake mapeou o centro da Via Láctea e seus estudos ajudaram a tornar a busca de vida fora da Terra uma ciência seriamente reconhecida no meio acadêmico.

Drake também conduziu a primeira busca sistematizada de SETI, em 1960, no Projeto OZMA, na faixa de frequências de 21 cm, monitorando Epsilon Eridani e Tau Ceti.

#SETI #DrakeEquation #RadioAstronomy #Radioastronomia #ProjectOzma #TED

8 visualizações

Salvador - Bahia - Brazil

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey

© 2016 por Marcelo. Orgulhosamente criado com Wix.com