• Marcelo

Fusão de duas estrelas de nêutrons, via rádio


Crédito da imagem: NRAO/AUI/NSF; G. Hallinan & A. Corsi et al., K. Mooley et al.

Emissões de rádio também foram registradas pelos radiotelescópios do Karl G. Jansky Very Large Array (VLA), oriundas da galáxia GW170817, após a colisão de duas estrelas de nêutrons que foram detectadas pelas ondas gravitacionais emitidas. Mais informações no NRAO (National Radio Astronomy Observatory).

Estrelas de nêutrons são objetos celestes massivos que passaram pela fase estelar de nova, ejetaram grande parte de sua matéria, restando apenas um núcleo muito pequeno, com massa maior que a do Sol, composta majoritariamente por nêutrons. É uma estrela extremamente densa, que gira em alta velocidade e com intenso campo magnético.

A fusão de duas estrelas de nêutrons foi detectada pela primeira vez, tanto pelas emissões das suas ondas gravitacionais como pelas emissões eletromagnéticas.

Participaram da descoberta pesquisadores brasileiros do IAG-USP, com um telescópio ótico robótico, o T80-S, que está instalado nos Andes, no Chile, para a detecção das ondas eletromagnéticas (luz).

O LIGO (Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory) e o VIRGO, foram os instrumentos capazes de detectar as ondas gravitacionais, confirmadas pelos outros pesquisadores, com as imagens do evento.

Crédito do vídeo: Canal USP

#EstreladeNêutrons #Kilonova #OndasGravitacionais

10 visualizações

Salvador - Bahia - Brazil

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey

© 2016 por Marcelo. Orgulhosamente criado com Wix.com