• Marcelo

Sinais de rádio do Espaço Profundo


Crédito do vídeo: T. Jarrett (IPAC/Caltech); B. Saxton, NRAO/AUI/NSF - NRAO Outreach (ilustrando o surgimento randômico dos FRB no céu)

Pesquisadores do radiotelescópio CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment), que integra o DRAO - Dominion Radio Astrophysical Observatory, do Canadá, divulgaram (The Astronomer's Telegram) a captação de sinal de rádio de alta potência e curta duração, as rajadas rápidas de rádio, ou fast radio bursts (FRB) - pela primeira vez - na região do espectro entre 400 e 800 MHz: FRB 180725A em 2018 25 de julho às 17: 59: 43.115 UTC.

O radiotelescópio CHIME (4 refletores cilíndricos de 20m x 100 m, cada, com 1024 antenas receptoras):

Crédito da imagem: CHIME

"O CHIME é um radiotelescópio novo que não possui partes móveis. Originalmente concebido para mapear o elemento mais abundante no universo - o hidrogênio - em uma boa fração do universo observável. Esse telescópio incomum é otimizado para ter uma alta "velocidade de mapeamento", que requer um grande campo de visão instantâneo (~ 200 graus quadrados ) e ampla cobertura de frequência (400-800 MHz). Os sinais digitalizados coletados pelo CHIME serão processados ​​para formar um mapa tridimensional da densidade do hidrogênio, que será usado para medir a história de expansão do Universo. Esses sinais podem ser vasculhados para emissão de rádio rápida e transitória, tornando o CHIME um telescópio único para descobrir novos “Fast Radio Bursts” e para monitorar muitos pulsares diariamente" (CHIME).

A origem dos sinais de rádio detectados pelo CHIME ainda não foi precisamente determinada quando este post foi escrito, mas fontes de interferência terrestre foram descartadas. Este FRB foi detectado pelo CHIME ainda em sua fase de comissionamento e calibração.

#CHIME #DRAO #FRB #radiotelescópio #fastradiobursts

10 visualizações

Salvador - Bahia - Brazil

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey

© 2016 por Marcelo. Orgulhosamente criado com Wix.com