• Marcelo

Sun-THz, telescópio fotométrico com tecnologia brasileira na ISS


Primeiro foi o experimento com o Solar-T, um telescópio fotométrico duplo desenvolvido pelos pesquisadores do Centro de Radioastronomia e Astrofísica Mackenzie (CRAAM), da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo. O artefato foi lançado com sucesso pela NASA, em 18/01/2016, num balão estratosférico com instrumentos para estudo do Sol. O lançamento foi na base de McMurdo, mantida pelos Estados Unidos, na Antártica. o Solar-T é uma espécie de telescópio que capta radiações eletromagnéticas na fronteira entre as micro-ondas de rádio e a luz infravermelha: a denominada radiação Terahertz (THz) e, no caso desse instrumento específico, sua faixa de frequência abrangia de 3 a 7 THz. O Solar-T foi lançado num balão, acoplado a outro instrumento dos EUA, o GRIPS, para medição de raios gama. No vídeo abaixo, o lançamento.

A nova fase da pesquisa deverá lançar o telescópio Sun-THz, uma versão atualizada do Solar-T, à Estação Espacial Internacional (ISS) em 2022. O instrumento fará medições da radiação eletromagnética na faixa de 0,2 a 15 THz e sua construção deverá utilizar sensores de grafeno, com tecnologia desenvolvida no Brasil, pelo CRAAM e Unicamp, com apoio da FAPESP e em colaboração com o Instituto Lebedev de Física (Rússia).

Crédito da imagem: LÉO RAMOS/Revista Pesquisa Fapesp.

Crédito do vídeo: Calidarien (2016).

Para saber mais:

Tecnologia desenvolvida no Brasil fará parte da Estação Espacial Internacional;

Na origem das explosões solares;

Bright 30 THz impulsive solar bursts.

#Terahertz #SunTHz #CRAAM

2 visualizações

Salvador - Bahia - Brazil

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey

© 2016 por Marcelo. Orgulhosamente criado com Wix.com